13 Aniversário do Corpo Voluntário da Santa Casa de Jahu FACEBOOK Copia

 

Corpo de Voluntários da Santa Casa completa 35 anos de solidariedade

 

Em 13 de maio de 1986, nascia um grupo voluntário que tinha a missão de ajudar a atender, dentro das possibilidades, as necessidades da Santa Casa de Jahu.

Criado pelas mãos de Maria Odila de Almeida Prado Galvão de França, os integrantes sempre foram movidos pelo espírito de solidariedade, união e trabalho em equipe. Não por acaso, o grupo ganhou o nome de Corpo de Voluntários, já que cada membro necessita dos demais para funcionar bem.

 

Nesses 35 anos de dedicação à Santa Casa, a atividade voluntária foi responsável por realizar uma série de melhorias ao hospital, como a ajuda na construção e instalação da UTI Infantil, a troca de mobiliários da Farmácia, compra de camas e berços para UTI Adulto e Pediatria, reforma de Salas da Pediatria, UTI Infantil, Maternidade e Enfermaria Clínica, além da transferência da Lanchonete para a Santa Casa.

 

O voluntariado também marca presença ao longo do ano com as festas temáticas às crianças (Páscoa, Festa Junina, Dia das Crianças e Natal) e a doação de lençóis, toalhas de banho, enxovais para recém-nascidos e a confecção de fraldas infantis e geriátricas, entregues para pacientes carentes internados pelo SUS.

Todo esse trabalho só foi e continua sendo possível com o apoio da comunidade, com doações espontâneas, e por meio do empenho do grupo, que arrecada recursos com a venda de artesanato e bazares de roupas, doces e sapatos.

 

“A pandemia nos forçou a restringir nossas ações, mas não deixamos de atuar. Continuamos comprando e doando fraldas, enxovais e vendendo peças de artesanato. Temos um sentimento de amor, carinho e fidelidade pela nossa Santa Casa”, comenta a Presidente do Corpo, Terezinha Carvalho Piva Almeida Leite, que vivencia, desde o primeiro dia, a trajetória solidária e vitoriosa dos voluntários.

Atualmente com 41 participantes, o Corpo de Voluntários da Santa Casa segue firme o fundamento cristão que o norteia: “Assim também a fé, por si só, se não for acompanhada de obras, está morta” (Tiago 2, 17).